Arquivo de etiquetas: pesquisa

A longa espera (Semanário 128)

Uma semana mais de pesquisa do que propriamente de escrita. Como tenho estado concentrada em tentar decidir (de uma vez por todas) qual projecto vou avançar para o NaNoWriMo 2011, achei por bem começar a fazer alguma pesquisa, na minha vertente favorita, ou seja, mitológica.
Não é segredo que adoro mitologia, mas propriamente a egípcia e greco-romana, embora não seja por falta de interesse na vasta legião mitológica do resto do mundo e épocas. Simplesmente estas são aquelas em que me sinto um pouco mais à vontade (apesar de ainda assim, os meus conhecimentos serem bastante superficiais).
Mas voltando ao início, estive a fazer pesquisa mitológica para tentar enquadrar algumas personagens que tinha criado, mas cuja denominação histórica ainda não tinha definido em concreto. Normalmente faço o oposto, ou seja, defino primeiro a categoria mitológica e só depois é que enraizo verdadeiramente a personagem, mas estas surgiram já desenvolvidas e eu só tinha que decidir quais os tratos específicos (para alem dos que eu já conhecia) de cada uma delas. Ainda não cheguei a uma decisão final para uma das personagens, mas a outra já está catalogada devidamente.
Esta pesquisa toda fez-me crer ainda mais que a escolha certa para este ano seria mesmo o projecto ainda sem-nome (tenho mesmo de arranjar um título, mas tem sido difícil arranjar algo adequado). Ainda não estou 100% convencida porque realmente tenho um ‘afeição’ especial pelo “No Limiar da Vida” e gostava verdadeiramente de lhe dar a atenção que merece, mas neste momento estou quase convencida que não e a altura ideal para o fazer, daí que tenda a apostar mais no sem-nome.

Noutras notícias, continuo a sondar editoras e a maioria continuam a manter-se silenciosas, embora já tenha recebido algumas respostas parciais e esteja agora à espera de maiores desenvolvimentos. Cedo saberei se esta minha aposta tradicional vale a pena ou não e caso nada se resolva, há sempre outras alternativas (não, não me refiro a pagar para publicar). Mais no fim do ano devo ter as coisas mais assentes e, caso a situação se mantenha a mesma, decidirei então que caminho seguir. Para já mantenho a esperança em alta (ou meia haste).

Continuo um pouco desanimada com “O Sangue das Rosas“, mas tenho mesmo vontade de o terminar, simplesmente como fiquei decepcionada com o conto (ou seja, com a minha apresentação do conto) está a ser um pouco penoso trabalhar nele de momento. Mas não desisto. Quem manda aqui sou eu! Hehe!

Nos meus blogs Floresta de Livros e Asas da Mente:
– “As minhas folhas não caíram dessa árvore que és tu“, de Lúcia Vaz Pedro;
– Garnath e a Bola de Cristal – Página 08;
–  Incentivo 2, um desenho;
– Booking Through Thursday – Em Voz Alta;
24 Hour Comics 20114 – Oficial;
Passatempo termina amanhã;
Resultado passatempo 100 seguidores;
– Compras e Ofertas – Setembro 2011;

No exterior:
One Recipe, Two Very Different Dishes, no All About Romance;
Getting to know them, no blog de Patricia C. Wrede;
Dream a Little Dream—But Not in Your Fiction , no WordPlay;
Paranóia Ortográfica, no Antologia do Esquecimento;
Originalidade, no blog de Samuel Pimenta;
Is Predictability in Storytelling Good or Bad?, no Creatspace;
Nanowrimo Prep:: Your Best Idea , no blog de Alexandra Sokoloff;
Destination Unknown, no Muderatti;
The writer and frustration, no Soul of a Word;
Hack Writer’s Gambit, no blog de Patricia C. Wrede;
The Dangers of Character Overload, no WordPlay;

Anúncios

(Semanário 100)

Mas que grande número!

100

Para mim esta é um data especial, pois, desde que inaugurei este blog, as únicas semanas em que não escrevi um “semanário” foram durante o NaNoWriMo ou o ScriptFrenzy, ou quando estive de férias (e todos sabem que eu raramente vou de férias).

Semanas houve que pouco (ou mesmo nada) tive a dizer. Outra praticamente explodiram de excitação, com o alcance de vários objectivos e metas. Não me arrependo nem por um dia do momento em que decidi criar este ‘cantinho’ semanal, pois com ele cresci bastante, e por ele mantive-me a trabalhar (com vergonha de vir para aqui dizer que não tinha feito nada).
Assim sendo, espero manter-me nesta rubrica durante bastante mais tempo, mas quem sabe o que o futuro nos reserva?

Mas voltando ao que se passou na semana que findou: Comecei bem a semana a escrever bastante para o “Sacrifício“. Também fiz mais pesquisa (no seguimento da semana anterior), especialmente no ramo do vestuário da época e sobre cabras (não perguntem …).
Finalmente começo a ver um aprofundamento da cumplicidade entre os meus protagonistas, que quis que não fosse demasiado abrupto (normalmente nos romances eles caem nos braços um do outro mal se vêem pela primeira vez, o que eu acho ridículo, talvez por não acreditar em nada para além de atracção à primeira vista).
Enfim, aos poucos os dois vão-se conhecendo e adaptando e em breve espero que a simpatia entre ambos fique natural o suficiente para outros sentimentos surgirem entre eles. Química, tem de haver tanto na realidade como na ficção. E como esta história é praticamente focada totalmente nestes dois, é bom que esta exista em abundância nas páginas que escrevo.

Mas mais que isso, ao contrário do que eu esperava quando comecei a escrever esta história, ela não se vai tornar um romance paranormal, daqueles cheios de cenas impróprias para menores, pois felizmente consegui reduzir isso (não que seja mau noutras histórias, mas eu não queria muito saturar a história só com romance/sexo e pouco mais). Felizmente consegui deslindar uma trama central que ainda agora começo a conhecer com uma certa profundidade, e que me permitirá continuar com o romance, mas não deixar que isso inunde a história e a afogue.
Ou, pelo menos, é isso que pretendo.

No Floresta de Livros:
– “Irresistible Forces“, de Brenda Jackson;
– “A Nona Chave“, de Meg Cabot;
– Booking Through Thursdays – Algo Velho, Algo Novo;

No exterior:
A Insolvência das palavras, no Cadernos de Daath;
Is Authorial Voice Different From Character Voice?, no WordPlay
More on the War, no Writer Unboxed;
O tempo do Escritor, no Horas Extraordinárias;
Don’t tell me what I already know, no blog da Rachel Vincent;
Learning to rewrite, no Writer Unboxed;
Why, Oh Why?, no Writer Unboxed;

E depois temos a ‘fogueira’ da semana: Em resposta a esta entrevista do Fábio Ventura, o David Sores deu esta resposta e o Fábio ripostou com esta. Também no The Tale of the Bamboo Cutter tivemos uma opinião em resposta ao anteriormente apresentado, e ainda a Madalena Santos (sem referir nomes dos interveninetes) fez saber a sua opinão.
Dispenso-me a comentar (pois já o fiz no devido local), mas estas coisas estão sempre a acontecer no fantástico português, ou sou eu que imagino coisas?

Pesquisando (Semanário 99)

Andei tão saturada do trabalho, que pouco acabei por dedicar à escrita.
Contudo, não foi uma semana vazia de conteúdo escrito, pois continuei a teclar para o “Sacrifício” que começa a ganhar alguma forma e real distinção.
Diverti-me a pesquisar certas curiosidades sobre o idade média (época em que a história se desenrola). Aliás, cada vez mais acho que a pesquisa é, não só essencial (para não estarmos a dizer barbaridades, como o facto de colocar um saco de serapilheira na época medieval, quando este não existia na época), como extremamente educativo. Acabamos por aprender coisas que por vezes nem nos passavam pela cabeça.

Embora para esta história (e para a maioria das outras) não tenha sentido necessidade de uma pesquisa muito profunda, há sempre coisas a confirmar, até porque por vezes pensamos saber algo, quando na verdade estamos enganados.
Enfim, foi uma semana mais calminha em termos de ‘produção’, mas não foi das piores que este blog já viu. 🙂

E caso não tenham visto o post anterior, eu dei uma ‘entrevista’ ao blog Página a Página.

No Floresta de Livros:
– Dos blogs (comigo);
– Booking through Thursdays – Romântico;
– “Histórias Extraordinárias I“, de Edgar Allan Poe;
Lançamentos 5;
As minhas Estantes II;

No exterior:
When the writing isn’t working, no Deadline Dames (ri-me tanto com este post; é certeiro!);
The 3 Integral Components of a Story’s Beginning, no StoryFix;
Favourite Advice, no Writer Unboxed;
5 Ways to Write Character Thoughts Worth More Than a Penny, no WordPlay;
I Wrote a Book…Then What?, no Writer Unboxed;

Semanário 79

A semana passada não foi extremamente produtiva pois estive de férias quatro dias, o que cingiu muito a minha escrita, mas ainda assim fiz progressos bem consideráveis. (observem a evolução dos meus pensamentos e decisões nos textos abaixo, que foram escritos diariamente e por isso acabaram contradizendo-se)

Na segunda-feira fiz uma espécie de maratona e antes da meia-noite tinha terminado as revisões do Angel Gabriel.
URRA!
Tenho de festejar (um destes dias).
E nesse mesmo momento senti uma espécie de vazio. Felizmente tenho muitas coisas em atraso que precisam e merecem a minha atenção.

Como fui de férias quatro dias para o Douro e Trás-os-Montes, aproveitei para visitar Freixo  de Espada à Cinta, que é onde começa a história do Angel Gabriel. E foi neste “visita/pesquisa” que percebi que tinha de mudar uns detalhes da história para poderem abranger a geografia da história. Estive a pensar nisso o tempo todo nas férias, acreditam? Não me dão descanso.

Não consegui ainda trabalhar nas mudanças, mas vou fazê-lo rapidamente. A minha mãe e o meu irmão disseram-me para esquecer, pois o texto é ficção e não precisa estar geograficamente certo, mas depois de ter visitado a vila não consigo evitar alterar o que sinto que deve ser alterado.
Alguém me quer pagar umas visitas a Donostia – San Sbastian (Espanha ), Navarra (Espanha), Kirovohrad (Ucrânia), Rezina (Moldávia), Orhei (Moldávia), Bad Colbery-Hedburg (Alemanha) e Ashford (Inglaterra)? É que assim ficava com a pesquisa toda feita para o livro Angel Gabriel. XD

Bem, é tudo o que tenho a dizer sobre a semana anterior. Para a semana deve haver mais para contar.

Semanário 72

Semana cheia de acontecimentos, mas infelizmente nenhum deles envolveu os meus dedos a passearem sobre o teclado. Pois é! A contagem vai quase nos zero.

Escrevi qualquer coisinha, mas nada que deva ser mencionado. Ideias não faltaram, mas mais que isso, ou seja, pior que isso, foi a enorme vontade que senti de voltar atrás e eliminar uns quantos capítulos.

Resisti! Pois sei que é maluquice do momento. Às vezes tenho momentos desses em que tudo o que escrevo me parece hediondo. Só que, como já muitos me disseram, há um momento em que temos de parar de corrigir e dar um trabalho por terminado. E eu TENHO que terminar isto.

Mas há quanto tempo ando eu a dizer o mesmo? Pois é, há muito mais tempo do que devia. Estou cansada de andar para  trás e para frente com a mesma história. De nunca achar que está bem assim. Esta é a versão final e pronto. Se estiver está, e se não estiver passo para outra.

Entretanto andei a fazer umas pesquisas porque no Angel Gabriel eles andam muito de um lado para o outro e as minhas cenas têm de se passar em zonas bem específicas e para eu conseguir conciliar a geografia com a  minha história tenho sempre de fazer alguma pesquisa. Não é muito difícil, mas também não chega a ser fácil e só espero não estar a dizer nenhuma barbaridade quando descrevo locais que nunca visitei.

Faltam-me apenas três actos para isto terminar (ou será mais dois e meio?), mas parece que se arrasta e arrasta porque ainda não me consegui conciliar com a voz narrativa. O pouco que escrevo não parece estar em sintonia com o resto do livro e isso está a deixar-me muito frustrada.
Já vos aconteceu alguma vez o mesmo?

Para a semana espero sinceramente ter melhores novidades para contar.

Semanário 39

semanario_8Nos últimos dias fiz alguma pesquisa. Tanto para o PFA como para o Angel Gabriel, pois queria mudar umas pequenas coisas e convinha que fosse historicamente correcta, ou neste caso, mitologicamente correcta.
Também estive a escrever vários capítulos iniciais para o Angel Gabriel, de formas diferentes, para tentar decidir o melhor, mas ainda não estou satisfeita, por isso vou continuar esta semana.
E como já disse num post anterior, tenho andado a ponderar sobre o NaNoWriMo deste ano, embora não demasiado porque ainda faltam dois meses.

Visitem o site do escritor de ficção científica Robert J. Sawyer: SFwriter. Tem umas boas dicas para escritores amadores.

Semanário 38

semanario_7Nada de muito relevante a reportar.

Na semana que passou dediquei-me um pouco ao PFA (título provisório), projecto para o qual também escrevi o pequeno conto que publiquei no domingo.
Não revelo muito sobre este projecto porque, sinceramente, ainda me falta definir muita coisa. Tenho algumas personagens, algumas tramas, mas este é um daqueles que vai dar muito trabalho e vai precisar de uma boa dose de pesquisa. É divertido, mas isto também torna o avanço um pouco lento.

Os outros projectos não avançaram esta semana. Veremos daqui para a frente.