Arquivo de etiquetas: Pele de Lobo em Corpo de Gente

Um resumo do NaNoWriMo

PrintBem, pela primeira vez desde que comecei a participar no NaNoWriMo, tive um desempenho inferior ao pretendido. E 2012 não conta porque nesse ano não estava a participar, mas este ano tinha intenções de chegar às 50.000 palavras e isso acabou por não acontecer.

O que se passou? Para começar foi um erro decidir escrever contos, em vez de um romance, pois embora tivesse as ideias mais ou menos organizadas para as pequenas histórias que queria teclar, a verdade é que este tipo de narrativa não é tão propício a escrita desenfreada e sequencial. Além disso tive muitas dificuldades com o segundo conto em que trabalhei, onde tinha uma ideia geral mas ao escrevê-la comecei a divagar e perdi o rumo, o que me fez ter de parar para reorganizar ideias e foi aí que perdi grande parte dos dias. Foram precisas três tentativas para que este conto romântico fosse levado até ao fim e mesmo assim não estou inteiramente convencida de que funcione.

Felizmente depois de ultrapassar esse ‘obstáculo’ os outros textos foram muito mais fluídos e, por algum tempo, pensei que talvez ainda conseguisse alcançar as 50.000 palavras mas esse sonho mostrou-se demasiado longínquo. Estava demasiado atrasada. Cheguei às 27.860 palavras e estou muito satisfeita com pelo menos o terceiro conto, o que já não é nada mau.

Para vos dar um pouco mais de detalhes, posso dizer-vos alguma coisa sobre as 4 histórias em que trabalhei:

1) Por razões de segredo de estado não posso revelar grandes pormenores do primeiro projecto mas posso dizer que é sobre a infância de uma mulher que estava grávida e com dúvidas sobre o futuro da sua prole. Escrevi três inícios e por fim cheguei a um ponto que gostei e explorei, mas o mais provável é que nunca chegue a usar o texto porque depois acabou por se revelar que não encaixa nos planos.

2) Conto romântico/erótico sobre dois seres sobrenaturais que se encontram num baile de máscaras no Carnaval e se envolvem. Este conto enquandra-se no mesmo mundo que “Água Mole em Pedra Dura” e outras histórias, sendo independente ainda assim. E embora a ideia já tenha mais de um ano decidi escrevê-lo agora porque planeava submete-lo a uma antologia de Fantasia Erótica que está a ser promovida pela Saída de Emergência mas, como disse, não sei se estou satisfeita com o resultado, mesmo depois de dois inícios fracassados, e julgo que este conto ainda vai precisar de uma boa dose de revisão.

3) Este conto conta a vida de uma senhora idosa que se vê só, pela primeira vez na vida, depois do falecimento do marido. É uma história cuja ideia original remonta há vários anos e que em princípio se focaria também num cão mas que assim que o comecei a escrever acabou por se tornar em algo mais. E aquilo que era suposto ser um texto pequeno acabou por se tornar algo um pouco maior. Gostei muito de o escrever e depois de alguns pequenos ajustamentos julgo que ficará ainda melhor. Estou muito contente com esta narrativa.

4) O último projecto a que me dediquei era a continuação de “Pele de Lobo em Corpo de Gente”, um conto que tinha iniciado aquando a Noite do Lorde Byron em 2014 e que nunca cheguei a terminar. Mas acontece que esse texto é um dos melhores que escrevi até hoje (pelo menos para mim) e eu caí no erro de não o terminar logo no dia a seguir. Ou seja, perdi a fantástica voz que tinha adquirido e já por várias vezes tinha tentado escrever o resto do texto e falhado porque o tom simplesmente não chegava perto da primeira parte. Gastei algum tempo a reler o que já estava escrito e a tentar ambientar-me na prosa para a repetir, e escrevi, mas sinto que estou longe de ter alcançado a mesma escrita. Por isso apesar de ter escrito para este projecto, acabei por não o concluir porque não acho que esteja a ser coesa. Daí que pretenda voltar a isto neste mês e possivelmente ainda em Janeiro do próximo ano. Quero que a segunda parte fique pelo menos tão boa como a primeira.

E basicamente foi isto durante o NaNoWriMo 2015. Perdi demasiado tempo com os dois primeiros contos e descarrilei na contagem, terminando com 27.860 palavras mas nem que só consiga aproveitar uma destas narrativas já fico contente pois foi mais do que fiz nos últimos meses e consegui trabalhar em vários contos que queria escrever e concluir.

Para o ano há-de correr melhor.

Anúncios

Resumo Mensal 05

Chegou a altura para mais um Mensalário!

resumo mensal

Maio foi um mês difícil, a nível profissional, já que fiquei desempregada. Andei meia desnorteada durante uns dias e não fui muito produtiva, mas acho que agora vou conseguir um bom ritmo e, enquanto não arranjo emprego (que espero conseguir brevemente), vou tentando fazer algo de produtivo com a escrita, o desenho, e a pôr as leituras em dia.

Primeiro que tudo, e caso ainda não se tenham dado conta, finalmente terminei o book trailer (o verdadeiro, não um bookteaser) de “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“. E, mais por bincadeira que outra coisa, também coloquei um pequeno character teaser. Nada de especial! É só um teste.
E com isto o meu canal de Youtube finalmente tornou-se mais dinÂmico. Já publiquei também alguns vídeos sobre leituras e nos próximos dias podem esperar ver vídeos sobre desenho, mais leituras e, quem sabe, algo sobre a escrita. Ideias, aceitam-se!

O que gostariam de ver falado num vídeo?

Noutra nota, durante o mês, foram várias as pessoas que receberam os seus marcadores de livros e muitas partilharam as suas fotos no facebook e até nos seus blogs. Aqui ficam algumas:

Marcadores Ana Dias Ferreira, Foto Rui Vieira
Marcadores Ana Dias Ferreira, Foto Rui Vieira
Foto de Sílvia Branquinho
Foto de Sílvia Branquinho
Foto de Rui Leite
Foto de Rui Leite

Podem ver também as da Daniela e do Rui Alex.

Publiquei, no Asas da Mente, alguns storyboards de “Como Água”, uma pequena animação na qual espero poder trabalhar em breve.

Saiu mais um esboço pintado, de outra personagem de “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“. Desta vez é a Quiliana Sanchez, mais conhecida por Evaress.

Entretanto reli o conto que escrevi na Noite do Lord Byron, “Pele de Lobo em Corpo de Gente” (o tal que ficou incompleto por falta de tempo e por ser maior do que devia), e descobri que, pasmem-se!, até está bom. Gostei! E tenho mesmo de o terminar. A história merece ser concluída.

Estou também a trabalhar para lançar um novo ebook em breve. Mas, como sempre, não dou datas. Estas coisas tendem sempre a atrasar-se. E vou também actualizar os ebooks que já tenho, para incluírem alguns extras. Quando o fizer, aviso aqui no blog e no facebook. Estejam atentos!

Outras notas:
– A Coolbooks publicou uma Ana Nunes, mas fica já a informação que não sou eu. Eu escrevo como Ana C. Nunes, e quando for publicada, vocês serão os primeiros a saber. 🙂
– Ebooks taxados como software, ao invés de como livro? Quem faz estas leis?– Num artigo do Público, Alexandra Lucas Coelho fala em como os escritores não devem trabalhar de graça. E eu falo nisso na minha página do facebook: AQUI. O que pensam vocês do assunto?

Resumo Mensal 03

Mais um mês que passou a correr, tão depressa que não o consegui acompanhar. A minha presença na web é agora quase nula. Só venho à internet uma vez por semana, ou duas no máximo.  A escrita avança, mas lentamente, e sinto que estou a negligenciar os leitores, a quem já queria, por esta altura, ter oferecido pelo menos mais duas histórias. Enfim …

resumo mensal

Ora Março começou com a primeira promoção 100% que fiz  ao meu romance “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, que esteve gratuito de 2 a 8 de Março, na Smashwords, por culpa da Read an e-book Week. Houve muito quem aproveitasse a oportunidade, e só espero que gostem da leitura. Quando terminarem, não se esqueçam de comentar na página do romance AQUI, e onde mais quiserem (Goodreads, facebook, blogs; a divulgação é apreciada).

Depois, no dia 8, foi altura da Noite do Lorde Byron, um evento simultâneo em Lisboa e no Porto (foi nesta última que participei), organizado pela Joana Neto Lima, pela A.M.P. Rodriguez e outros igualmente envolvidos no projecto.
Nessa noite dedicada ao terror e ao medo, escrevi perto de três mil palavras de um conto que não consegui, no entanto, concluir no espaço de tempo do evento (até cerca das duas horas da manhã). Para já tem o título de “Pele de Lobo em Corpo de Gente” e espero terminá-lo em breve. Fala do Gerês, de lobos, e do medo, como não podia deixar de ser.

No dia 16 foi o Freebeday, no Smashwords, e relembro que tenho três histórias grátis em ebook: A Última Ceia (The Last Supper), Um Dragão com Alergias e A Heroína e o Guerreiro. Mais em breve! (se tudo correr como previsto).

Foi também nesse dia que descobri que tinha sido seleccionada para integrar a antologia “Por Mundos Divergentes“, da Editora Divergência. com o meu conto “Dispensáveis“. YAY!
Fica aqui a sinopse:

Enquanto seres humanos gostamos de pensar que cometemos erros no passado para que, no futuro, não tenhamos de fazer igual. Para que não tenhamos desculpas para cair nos mesmo buracos. Mas o que a história nos prova é que os erros se repetem, se multiplicam, se inflamam.
Mais tarde o povo verá esta era como uma das mais negras da história da humanidade mas, para já, tudo é aceitável, tudo é justificável, e nada é mais dispensável que a vida humana.

Entretanto, e durante todo o mês dediquei-me à tradução de “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, para inglês. Está a avançar a um ritmo certo, embora gostasse de conseguir trabalhar mais depressa nesta tarefa. A verdade é que, como passo o dia todo a trabalhar em frente ao computador, chego a casa cansada e não aguento tantas horas como seria desejável para que isto fosse mais rápido.

Screenshot tirado a 14 de Março
Screenshot tirado a 14 de Março

E para terminar, fica uma opinião no Intergalacticrobot, do António Coelho, que comenta a Antologia Fénix de Ficção Científica e Fantasia. Entre as opiniões está uma sobre o meu pequeno conto: “A Dança das Letras“:
«(…) o sentimento romântico da leitura, que os apaixonados pelas letras sentem; a fuga da realidade e mergulho nos mundos de ideias trazidos pelas palavras que nos deixam, por deliciosos momentos, alheados da realidade concreta. Quem tem paixão pela leitura compreende bem o cerce deste conto encantador de Ana Nunes.»

Até breve!