Caneta, Papel e Lápis

Um blog sobre escrita criativa, de Ana C. Nunes (A blog about writing fiction, by Ana C. Nunes)


Deixe um comentário

NaNoWriMo 2016

Chegou aquela altura do ano! O  NaNoWriMo começa já amanhã e eu decidi, como é habitual, participar também este ano.

Para quem não conhece, o NaNoWrimo, ou National Novel Writing Month, convida escritores amadores e profissionais de todo o mundo a escreverem um romance de pelo menos 50.000 palavras no espaço de um mês (Novembro). eu já participo desde 2008 e este ano não será excepção.

O desafio deste ano é pegar onde terminei “Água Mole em Pedro Dura“, no ano de 2014 e escrever a sua sequela que intitulei, provisoriamente de “Nem Tudo o que Reluz é Ouro”.

nemtudooquereluzeouro_

Jurandir, Alana, Giorgio, Leoba, Mikhail e todos os outros continuam as suas aventuras no Instituto Especializado no Sobre-Humano (IESH), tendo como pano de fundo o belo parque nacional da Peneda-Gerês.

Vou ser sincera e dizer-vos que estou muito mal preparada este ano. Não tive grande tempo para organizar a cenas que pretendo escrever ou para me reintegrar na história e reconciliar com as personagens, mas acho que vai correr bem. De qualquer forma o exercício de escrita vai fazer-me bem. Este ano ainda não escrevi nada digno de registo e tenho de mudar hábitos para regressar a um ciclo de escrita criativa regular. Há-de correr tudo bem! final a história esta toda na minha cabeça e se for preciso salto cenas e depois preencho os espaço em falta.

Vou esforçar-me por actualizar com o máximo de frequência o blog, o facebook e o twitter, para vos manter actualizados sobre o progresso desta aventura.

nanowrimo_2016_webbanner_participant

Se algum de vocês também for participar no NaNoWrimo deste ano, deixem um comentário falando-me um pouco sobre o vosso projecto literário e aventura narrativa. Boa sorte a todos!

Anúncios


Deixe um comentário

Resumo Mensal 03

Mais um mês que passou a correr, tão depressa que não o consegui acompanhar. A minha presença na web é agora quase nula. Só venho à internet uma vez por semana, ou duas no máximo.  A escrita avança, mas lentamente, e sinto que estou a negligenciar os leitores, a quem já queria, por esta altura, ter oferecido pelo menos mais duas histórias. Enfim …

resumo mensal

Ora Março começou com a primeira promoção 100% que fiz  ao meu romance “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, que esteve gratuito de 2 a 8 de Março, na Smashwords, por culpa da Read an e-book Week. Houve muito quem aproveitasse a oportunidade, e só espero que gostem da leitura. Quando terminarem, não se esqueçam de comentar na página do romance AQUI, e onde mais quiserem (Goodreads, facebook, blogs; a divulgação é apreciada).

Depois, no dia 8, foi altura da Noite do Lorde Byron, um evento simultâneo em Lisboa e no Porto (foi nesta última que participei), organizado pela Joana Neto Lima, pela A.M.P. Rodriguez e outros igualmente envolvidos no projecto.
Nessa noite dedicada ao terror e ao medo, escrevi perto de três mil palavras de um conto que não consegui, no entanto, concluir no espaço de tempo do evento (até cerca das duas horas da manhã). Para já tem o título de “Pele de Lobo em Corpo de Gente” e espero terminá-lo em breve. Fala do Gerês, de lobos, e do medo, como não podia deixar de ser.

No dia 16 foi o Freebeday, no Smashwords, e relembro que tenho três histórias grátis em ebook: A Última Ceia (The Last Supper), Um Dragão com Alergias e A Heroína e o Guerreiro. Mais em breve! (se tudo correr como previsto).

Foi também nesse dia que descobri que tinha sido seleccionada para integrar a antologia “Por Mundos Divergentes“, da Editora Divergência. com o meu conto “Dispensáveis“. YAY!
Fica aqui a sinopse:

Enquanto seres humanos gostamos de pensar que cometemos erros no passado para que, no futuro, não tenhamos de fazer igual. Para que não tenhamos desculpas para cair nos mesmo buracos. Mas o que a história nos prova é que os erros se repetem, se multiplicam, se inflamam.
Mais tarde o povo verá esta era como uma das mais negras da história da humanidade mas, para já, tudo é aceitável, tudo é justificável, e nada é mais dispensável que a vida humana.

Entretanto, e durante todo o mês dediquei-me à tradução de “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, para inglês. Está a avançar a um ritmo certo, embora gostasse de conseguir trabalhar mais depressa nesta tarefa. A verdade é que, como passo o dia todo a trabalhar em frente ao computador, chego a casa cansada e não aguento tantas horas como seria desejável para que isto fosse mais rápido.

Screenshot tirado a 14 de Março

Screenshot tirado a 14 de Março

E para terminar, fica uma opinião no Intergalacticrobot, do António Coelho, que comenta a Antologia Fénix de Ficção Científica e Fantasia. Entre as opiniões está uma sobre o meu pequeno conto: “A Dança das Letras“:
«(…) o sentimento romântico da leitura, que os apaixonados pelas letras sentem; a fuga da realidade e mergulho nos mundos de ideias trazidos pelas palavras que nos deixam, por deliciosos momentos, alheados da realidade concreta. Quem tem paixão pela leitura compreende bem o cerce deste conto encantador de Ana Nunes.»

Até breve!