Arquivo de etiquetas: concurso literário

Prémios Literários e afins

Embora dificilmente vá participar em algum concurso literário este ano, como soube de alguns, achei que seria interessante divulgá-los aqui.

Prémio de Literatura Infantil do Pingo Doce, texto e/ou ilustração, até 2 de Abril de 2019.

Concurso Novos Talentos FNAC, formato conto ou noveleta, até 19 de Abril (também disponível nas categiras de Cinema, Fotografia e Música).

Prémio Leya, formato romance, até 30 de Abril de 2019.

Prémio António de Macedo 2019, formato noveleta ou romance, promovido pela Editorial Divergência, até 30 de Junho de 2019.

Podem ver mais prémios e concursos no site da DGLAB, mas aconselho-vos sempre a ler atentamente os regulamentos, para não correrem o risco de perder os vossos direitos autorais em troca de quase nada, e calro, não vos aconselho a participar em nenhum concurso em que tenham de pagar para entrar e depois ainda, com um pouco de jeito, pagam para publicar. Alguns concursos pedem um valor de inscrição (são poucos), mas no regulamente detalha que, em caso de publicação, o autor recebe uma percentagem das vendas. Informem-se sempre bem.

Além disto aproveito também para divulgar uma exposição sobre as cartas de amor de Mariana Alcoforado, intitulada “Amor Impresso”, que vai estar patente no Museu Nacional da Imprensa a partir de 29 de Fevereiro e até 31 de Maio de 2019.

Anúncios

Divulgação: 1ª Edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Especulativa

Está quase a terminar o prazo para a submissão de contos à 1ª Edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Especulativa.

«Imaginauta, o SciFiLx e a Editorial Divergência uniram forças para criar a 1ª edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Científica que visa premiar o melhor conto original deste género entregue para concurso.»

Até 28 de Fevereiro podem submeter os vossos contos. Aproveitem a oportunidade! Vejam o regulamento AQUIAQUI.

Semanário 145 (Weekly 145)

*For the english version scroll down to the text in green*

Finalmente veio uma semana em que tenho muita coisa para reportar.
Começou lenta, com muita escrita manual (estudo de personagens e estruturação da história) mas finalmente, na quinta-feira foi o dia da ‘vingança’. Escrevi quase 3000 palavras para o conto em que estava a trabalhar.
Sexta-feira foi também um dia agitado. Fui aos correios enviar o “V.I.D.A.” para o 1º Concurso Literário Book.it e ainda nesse dia (tecnicamente no dia seguinte), às 3h30 da matina, terminei o conto para a antologia  “Lisboa Electropunk“. Ficou com um total de 5935 palavras (34914 caracteres), ou seja, no limite!
Não me consegui deitar sem finalizar aquilo e foi também algures pelo meio da escrita que finalmente decidi qual seria o título: “Electro-Dependência“.

Este conto foi escrito no presente da 1ª pessoa, o que significa que acabei por quebrar a ‘promessa’ que tinha feito quando escrevi o “A Última Ceia“, a de nunca mais escrever neste tempo verbal, muito menos na 1ª pessoa. Estranhamente o “Electro-Dependência” fluiu muito melhor do que o seu antecessor no estilo narrativo. Talvez seja apenas uma questão de hábito.

No dia seguinte revi o texto e as ‘regras’ da antologia antes de enviar o conto a alguns sacrificados beta-readers (obrigada a todos os que se voluntariaram/submeteram, as vossas opiniões foram valiosas). Com todas as opiniões recebidas, decidi no sábado fazer algumas alterações ao conto. Mudei alguns textos de sítio, encurtei cenas, aumentei cenas e no fim enviei o texto a um último beta-reader (Obrigada!) para uma opinião final.

O grande problema em escrever um conto para esta antologia (ou outra com regras tão específicas) é que, caso o conto seja declinado dificilmente poderei submetê-lo a outras antologias pois é demasiado específico.
Bem, logo verei o que fazer caso esse cenário se concretize.

Mais uma vez tenho de agradecer aos fantásticos beta-readers que me auxiliaram. Uma coisa sei: quando duas ou mais pessoas dizem algo semelhante, é porque algo não está bem (excepto quando o apontamento é um elogio). Agradecimentos para todos. 🙂

 

*English*
A week finally came where I have a lot to report.
It started slow, with lots of manual writing (character studies and story structure) but finally, on Thursday it was ‘revenge’ day. I wrote almost 3000 words for the short story I was working on.
Friday was also a very agitated day. I went to the post-office to send of “V.I.D.A.” for the 1st Literary Contest Book.It and on that same day (technically the next day), at 3.30 a.m., I finished the short story for anthology Lisboa Electropunk. It reached the 5935 word count (34914 types), which means I went to the limit!
I just couldn’t go to sleep without finishing it and it was also somewhere along the writing that I came up with th title “Electro-Dependência (Electro-Dependency)”.

This short-story was written in the 1st person POV present verb, which means I wound up breaking my self-made ‘promise’ never to write in that POV, back when I wrote “A Última Ceia (The Last Supper)”. Strangely enough “Electro-Dependência (Electro-Dependency)” came out much easier that its predecessor in the narrative style. Maybe it’s just something you need practice to make right.

The next day I reviewed the text and the anthology guidelines before sending it to a few sacrificial-lambs beta-readers (Thank you all who volunteered/submitted, your opinions were valuable). With all the reviews received, on Saturday I decided to make some changes to the text. Switched texts to different places, cut scenes, added details and in the end I sent the text to one lat beta-reader (Thank You!) for a final opinion.

The biggest problem with writing a short story for this anthology (or any other with guidelines so specific) is that, in case the story doesn’t get picked for publication it will be really hard to resubmit it to any other, due to its specificities.
But well, I’ll think of that if the time comes.

Once more I’d like to thank all the amazing beta-readers who helped me. One think I know: If two or more people point out the same thing, it’s because it needs to be changed (except when it’s a praise). Thank you all! 🙂

 

Nos meus outros blogs (On my other blogs):
Garnath webcomic 23, banda desenhada;
Convite para apresentação de “Trilogia Império Terra” – Divulgação.

No exterior (On the Outside):
Writing Secrets of Prolific Authors, no Write to Done;
Write Yourself a Bad Review, no The Artist’s Road;
FF 2011 – Fall out: Homossexualidade, no Crónicas Obscuras;
On Editing … A Door Called Sally, no Rhemalda Publishing;
My favorite Part, no Rhemalda Publishing;
Frase polémica para os novos autores??, no Viajar pela Leitura;
Reescrevedora, no Monster Blues;
Editing for Indie Writers: Is Your First Draft Ready? (Chapter 2, Part 1), no blog de Deanna Knippling;
After the first draft, no CreatSpace;
How to Choose Between a Big Word and a Small Word, no WordPlay;
– Sexualidade em Crónicas Obscuras, no Crónicas Obscuras;
Is Your Writing Career Missing This Single Most Crucial Element?, no Write to Done;