Arquivo de etiquetas: A Dança das Letras

Resumo Mensal 03

Mais um mês que passou a correr, tão depressa que não o consegui acompanhar. A minha presença na web é agora quase nula. Só venho à internet uma vez por semana, ou duas no máximo.  A escrita avança, mas lentamente, e sinto que estou a negligenciar os leitores, a quem já queria, por esta altura, ter oferecido pelo menos mais duas histórias. Enfim …

resumo mensal

Ora Março começou com a primeira promoção 100% que fiz  ao meu romance “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, que esteve gratuito de 2 a 8 de Março, na Smashwords, por culpa da Read an e-book Week. Houve muito quem aproveitasse a oportunidade, e só espero que gostem da leitura. Quando terminarem, não se esqueçam de comentar na página do romance AQUI, e onde mais quiserem (Goodreads, facebook, blogs; a divulgação é apreciada).

Depois, no dia 8, foi altura da Noite do Lorde Byron, um evento simultâneo em Lisboa e no Porto (foi nesta última que participei), organizado pela Joana Neto Lima, pela A.M.P. Rodriguez e outros igualmente envolvidos no projecto.
Nessa noite dedicada ao terror e ao medo, escrevi perto de três mil palavras de um conto que não consegui, no entanto, concluir no espaço de tempo do evento (até cerca das duas horas da manhã). Para já tem o título de “Pele de Lobo em Corpo de Gente” e espero terminá-lo em breve. Fala do Gerês, de lobos, e do medo, como não podia deixar de ser.

No dia 16 foi o Freebeday, no Smashwords, e relembro que tenho três histórias grátis em ebook: A Última Ceia (The Last Supper), Um Dragão com Alergias e A Heroína e o Guerreiro. Mais em breve! (se tudo correr como previsto).

Foi também nesse dia que descobri que tinha sido seleccionada para integrar a antologia “Por Mundos Divergentes“, da Editora Divergência. com o meu conto “Dispensáveis“. YAY!
Fica aqui a sinopse:

Enquanto seres humanos gostamos de pensar que cometemos erros no passado para que, no futuro, não tenhamos de fazer igual. Para que não tenhamos desculpas para cair nos mesmo buracos. Mas o que a história nos prova é que os erros se repetem, se multiplicam, se inflamam.
Mais tarde o povo verá esta era como uma das mais negras da história da humanidade mas, para já, tudo é aceitável, tudo é justificável, e nada é mais dispensável que a vida humana.

Entretanto, e durante todo o mês dediquei-me à tradução de “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“, para inglês. Está a avançar a um ritmo certo, embora gostasse de conseguir trabalhar mais depressa nesta tarefa. A verdade é que, como passo o dia todo a trabalhar em frente ao computador, chego a casa cansada e não aguento tantas horas como seria desejável para que isto fosse mais rápido.

Screenshot tirado a 14 de Março
Screenshot tirado a 14 de Março

E para terminar, fica uma opinião no Intergalacticrobot, do António Coelho, que comenta a Antologia Fénix de Ficção Científica e Fantasia. Entre as opiniões está uma sobre o meu pequeno conto: “A Dança das Letras“:
«(…) o sentimento romântico da leitura, que os apaixonados pelas letras sentem; a fuga da realidade e mergulho nos mundos de ideias trazidos pelas palavras que nos deixam, por deliciosos momentos, alheados da realidade concreta. Quem tem paixão pela leitura compreende bem o cerce deste conto encantador de Ana Nunes.»

Até breve!

Anúncios

Antologia Fénix de Ficção Cíentifica e Fantasia – Volume 1

Os organizadores da Fénix fanzine decidiram reunir os contos com o tema “Livros” e convidaram outros escritores para participarem na Antologia Fénix de Ficção Cíentifica e Fantasia – Volume 1, que está agora disponível em ebook, gratuitamente. Podem fazer download AQUI (em formato pdf, epub e mobi)

Antologia Fénix de Ficção Cíentifica e Fantasia - Volume 1

O meu conto “A Dança das Letras” também está incluído na colectânea.

Fénix 2

A nova revista Fénix 2, já saiu!

Fénix 2

Este número inclui um pequeno conto escrito por mim, chamado “A Dança das Letras” e ainda uma ilustração da Ana C. Silva (artista da capa), colorida por mim.

A revista está disponível para encomendas através do email: ez.fenix@gmail.com

Informação sobre a publicação:
Nome: Fénix nº 2
Autores: Ana. C. Nunes, Ana C. Silva, André Carneiro, Carlos A. Espergueiro, Carlos Coelho de Faria, Domingo Santos, Inês Montenegro, Joel Puga, Luís Corujo, Manuel Mendonça, Ricardo Dias, Romeu de Melo, Rui Ramos, Sara Farinha e Vitor Frazão.
Capa: Ana C. Silva
Directora: Marcelina Gama Leandro
Páginas: 90

Primeiro instinto * First instinct

Semanário 167

Durante a revisão de um conto, que havia submetido à Fénix fanzine, uma das mudanças que me foi sugerida fez-me pensar que, por vezes as melhores ideias são as primeiras. Isto porque a mudança sugerida era exactamente a minha ideia original, que depois acabei por alterar por me parecer mais … lógica, mas que afinal de contas não era a melhor.

Muitas vezes … ou melhor … SEMPRE que tenho uma nova ideia, para conto, romance ou banda desenhada,  a história original é uma, com vários pontos de referência. No entanto, à medida que vou explorando a ideia, seja através de apontamentos, resumos, pesquisa ou mesmo a escrita propriamente dita da história, a trama vai-se alterando. Por vezes as mudanças são subtis, mas outras vezes são drásticas. O que noto, cada vez com mais frequência, é que quanto mais velho um projecto é (ou seja, quanto mais velha a ideia original é), mais estas mudanças são gigantescas, chegando mesmo a alterar quase por completo o conceito original (ou pelo menos as sub-tramas).

Conforme a situação, estas mudanças de ‘atitude’ perante a história podem ser excelentes ou devastadoras. De tanto pensarmos num determinado problema ou assunto, por vezes achamos que ao alterarmos a raiz estamos a fazer o melhor, mas podemos não estar e o resultado pode ser catastrófico.

Felizmente não foi o caso do conto que escrevi e revi, de nome “A Dança das Letras“, mas a situação fez-me pensar noutros casos.
Este tema parece-me por isso interessante e é possível que brevemente escreva um post dedicado só a isso (que vos parece). Por hoje fica também um apontamento que, além das revisões do conto, revi mais um pouco de “Dragões e seus Sacrifícios“, mas nada de muito notório.

E vocês, já alguma vez tiveram uma ideia e depois mais tarde alteraram-na de tal forma que quase deixou de ser a mesma?
Deixem os vossos comentários.

 

*English version will be made available tomorrow*

Ideias Dispersas * Scattered Ideas

Semanário 161

Por vezes acontece de haver uma enxurrada de ideias. E quando isto acontece, poucas são as vezes em que as ideias vêm todas para um mesmo projecto. Ou pelo menos é o que tende a acontecer comigo.
Já há algum tempo que não me recordava de ser assolada por várias descobertas em simultâneo. Tive de me sentar ao computador e escrever até sentir que pusera numa folha o que tinha em mente.
O mais interessante – penso eu – é que não foram ideias apenas para um projecto, mas sim para três: “Vermelho Sangue“, “Angel Gabriel ~ Pacto de Sangue” e especialmente para o “PFA” (nome provisório) no qual já não pensava há algum tempo.

Acredito que este enchente de ideias dispersas tenha um pouco a ver com o facto de esta semana ter ponderado se devia ou não participar no Camp NaNoWriMo (em Junho e Agosto, mas se eu fizesse era somente em Agosto). Posso ainda mudar de ideias mas, apesar de estar desempregada de momento, não me parece que vá participar em nenhum desses meses, preferindo depois juntar-me ao NaNoWriMo em Novembro, como já é hábito.
De um ponto de vista mais lógico talvez fosse melhor para mim participar agora que estou desempregada, mas ao fazê-lo estaria a atrasar outros objectivos como a revisão do “Dragões e seus Sacrifícios” e isso não quero fazer. Além do mais com quatro romances à espera de revisão, seria um pouco irresponsável da minha parte escrever outro e negligenciar esses.
Ninguém disse que as revisões eram fáceis e quem me dera ser um dos poucos escritores que não precisa de rever os textos pois sai-lhe tudo bem à primeira. Ai, ai! (Não admira que sejam tão escassos os casos em que tal aconteça)

Tal como tinha falado na semana passada, revi o conto de Livros, que intitulei de “A Dança das Letras“. Tive de cortar alguns trechos para que o conto se inserisse no solicitado pela Fénix 2. Cada vez mais me parece custar escrever contos curtos, o que chega a ser engraçado tendo em conta que no início, quando comecei este blog, todos os meus contos eram bastante curtos (uma ou duas páginas).
Por outro lado não tive tempo de rever o conto sobre Dragões, mas a minha intenção é torná-lo mais divertido e descontraído. Lá para o fim voltei a cair no velho hábito de tornar a história demasiado séria (acontece-me sempre isso, mesmo quando estou convicta que a história é boa para comédia). E depois disso pretendo escrever outro conto sobre Dragões, passado no mesmo mundo (do”Dragões e seus Sacrifícios“) para submeter à Antologia Dragões da Editora Draco (limite 31-07-2012).

E não havendo muito mais a dizer, gostava de saber – se não se importarem – quem está a pensar participar em quais antologias?

Não se esqueçam que a Fénix fanzine está à procura de contos sobre Livros/Bibliotecas Fantásticas e Fantástico no Feminino; e a NanoZine vai fazer um número especial sobre Steampunk (e outras formas de Punk). Todas boas oportunidades de divulgação a nível nacional. (Se souberem de alguma antologia/fanzine que não esteja na minha lista na coluna direita do blog, por favor deixem um comentário com os links)

*ENGLISH*

Weekly 161

Occasionally a storm of ideas happens. And when it does, few times these ideas come for one project alone. Or at least that’s what happens to me.
It’s been a while since the last time I remember being filled with several new discoveries. I had to sit down and type in until what was on my mind was also on a virtual page.
The most interesting thing – I think – is that those weren’t ideas for a single project, but three: “Blood Red“, “Angel Gabriel ~ Blood Pact” and especially for “PFA” (temporary title), a project I hadn’t thought much about in a while.

I believe this assault of scattered ideas has something to do with the fact that this week I thought long and hard about joining Camp NaNoWriMo (in June and August, although I’d only join in August if at all). I might still change my mind but, despite my being unemployed at the moment, I don’t think I’ll be participating in either, instead I’ll do NaNoWriMo in November, as usual.
From a logical point of view it would probably be wisest to join in now, while I’m unemployed, but by doing so I’d be putting aside other objectives, such as the revisions of “Dragons and their Sacrifices” and that’s something I don’t want to do. Besides, with four novels waiting for revision, it would be reckless of me to start writing a new one and neglect the ones that are already written.
No one ever said revisions were easy and I wish I was one of thos authors that don’t need to revise their texts because all their novels come out perfect on the first draft. A, ai! (No wonder the cases are so few).

As I’d said last week, I revised my short story about Books, which I named “Letter’s Dance”. I had to cut off some parts of the story for it to fit into the rules for Fénix 2. More and more it seems like it’s hard for me to write smaller short-stories, which is kind of funny considering that back when I started this blog all my short-stories were really short (one or two pages).
On the other hand I didn’t have enough time to revise my short-story on Dragons, but it’s my intention to make it funnier and lighter. At the end I went back to my old habits and inserted some drama (this always happens to me, even when I’mconvinced the story is a comedy). And after that I’ll write another story about dragons, in the same setting (from “Dragons and their Sacrifices“) for submission to Dragons Anthology by Draco Editions (deadline 31-07-2012).

And with little else to say I’d like to know – if you don’t mind – what anthologies are you think of participating, if any?

Don’t forget that Fénix fanzine is looking for short-stories about Fantasie Books/Libraries and Fantasy in Feminine; and NanoZine is preparing a special number on all things Steampunk (and other Punk trends). All good opportunities of national propaganda. (If you know of any other anthologies/fanzines open to submissions, please drop a comment with the links)