Caneta, Papel e Lápis

Um blog sobre escrita criativa, de Ana C. Nunes (A blog about writing fiction, by Ana C. Nunes)

Fadas e Dragões * Fairies and Dragons

10 comentários

Semanário 169

Por vezes queremos inovar tanto que acabamos por nos desviar totalmente do caminho que originalmente traçamos.
Já vos aconteceu?

Com várias antologias a fecharem portas em breve, estive a organizar as ideias que tinha para contos e a tomar decisões sobre quais escrever e quais deixar para mais tarde. O que mais vontade me deu para escrever foi o para a Antologia Dragões, cuja data de submissão é até ao final do mês.
Pois acontece que eu queria uma história diferente, queria algo que fosse mais longe do que o normal e a ideia apareceu. Rendi-me a ela de imediato, mas assim que comecei a escrever surgiu um problema: Quis testar algo diferente e isso resultou em que já não sei se os meus dragões poderão vir a ser considerados não-dragões. É que, digamos que os meus dragões além de minúsculos e um pouco patéticos, também passam a maior parte do dia numa forma não muito … dragonesca.
Mas enfim, passado esse medo inicial e como até gostei da ideia, lá continuei a escrever e a coisa está a andar bem (embora eu quisesse escrever mais rápido).
Mas depois surgiu outro problema: Não me lembrava que pediam entre 5000 a 8000 palavras. Isso é muito para um conto! E agora estou na dúvida se tenho história para isso tudo. Ou melhor, história tenho, mas e o resto?

Outras ideias também se forma reformando para outras antologias, mas o meu medo é que, como deixei tudo para a última da hora (para não variar) talvez não consiga escrevê-los todos a tempo.
Pois bem, ao menos fico com várias ideias para o Camp NaNoWriMo em Agosto, que planeio ‘usar’ para escrever vários contos. Mais alguém vai participar?

Infelizmente tudo isto fez com que não tivesse muito tempo para revisões e o “Dragões e seus Sacrifícios” passou para segundo plano por uns dias. Espero regressar a ele em breve.

E por hoje é tudo o que tenho para contar. Deixem os vossos comentários e contem-me como estão a correr as vossas escritas.

Nota: A partir desta semana vou tentar trazer sempre uma nova imagem (foto ou desenho da minha autoria) juntamente com o “Semanário” que de alguma forma transmita algo sobre a escrita que fiz nessa semana.
Como esta semana escrevi algo sobre borboletas, achei que era uma boa altura para começar. Espero que vos agrade.

*English version will be available soon, and I apologise for the fact that the last few weeks this hasn’t been done. *

Nos meus outros blogs * On my other blogs:
-Compras e Ofertas – Junho 2012;
Passadeira solidária da Liga Portuguesa contra o Cancro;
– Wizard’s How to Draw: The Best of Basic Training Storytelling;
– “Habibi“, de Craig Thompson;

Autor: Ana C. Nunes

I love to write, read and draw. I write novels, draw characters and, sometimes, graphic novels or comics.

10 thoughts on “Fadas e Dragões * Fairies and Dragons

  1. Realmente um balizamento tão específico é problemático. Não deixa fazer uma história pequena, nem nos dá margem de manobra para uma grande.

    Quanto à questão do não-dragão, acho que tens muita margem de manobra, com base na quantidade de criaturas que são consideradas dragões… Por exemplo, usando algo relativamente recente, o dragão descrito por MZB em “As Brumas de Avalon” é muito distante dos formatos mais comuns.

  2. É exactamente isso. Normalmente os meus contos ou são inferiores a 2000 palavras, ou estão entre as 2000 e as 5000. Raramente escrevo contos que excedam isso, mas será um bom treino.
    E concordo contigo. A verdade é que há muitos mitos de dragões e o regulamento diz que podemos inventar os nosso próprios dragões, por isso se calhar entrei em pânico para nada.🙂

  3. Na transacta semana também escrevi um bocadinho para o conto dos dragões. O meu dragão não tem nada de extraordinário, é o comum dragão europeu, por isso desde já tenho um ponto a menos a meu favor😛
    Estou a usar um maneira nova de escrever, à semelhança do que já acontece com várias pessoas estou a escrever sem ter nenhum final definido. Já pensei por alto as acções mas ainda faltam os anchor-points Darkest Moments e o Climax. Estão intimamentes ligados, penso, basta ocorrer qualquer coisinha a um que completo o outro e fecho o conto.
    Enquanto isso não me ocorrer vou escrevendo as imagens que me surgirem, um bocadinho por dia. Por causa do balizamento tenho, aliás, de escrever bocadões por dia. Isto é quase o CampWrimo de Julho mas nem pensar em atingir 50000 palavras xD. Em Junho não marquei presença significativa; a Ilustração, essa ciumenta, roubou-me muito do meu tempo. Por essa mesma razão sou capaz de não participar em Agosto.

    Boa sorte ao dois para o concurso.

    Gosto da ideia da foto/ilustração a acompanhar o conto, é uma ideia que já tinhas falado e eu tenho andando a pensar em fazer algo do género. E seria uma oportunidade de ver fotos tuas, a última tua que vi foi a do insecto a escorregar da pétala duma flor😉

  4. Rui, não há problema nenhum em ser um dragão ‘comum’ (o que há de comum nestas majestosas criaturas?), desde que a história seja sólida e interessante, o resto é acessório.
    E não há mal nenhum em a ilustração te roubar o tempo. Espero que os projectos que tens em mãos corram bem.
    Fazes depois o NaNoWriMo em Novembro. Não te massacres, isto é para divertir, não par stressar.🙂

  5. só espero poder colocar a majestade deles no papel xD
    Novembro é certo, nesse mês vou empurrar tudo para fora da casa, só a Escrita é que pode permanecer.
    Não me posso esquecer dessa dica, isto é para divertir, sem dúvida🙂

  6. O meu (não) dragão já está. O máximo que me podem acusar é de não ter feito um conto fantástico, ehheeheheh
    Quanto ao Nano… eh pá, eu não sou boa a escrever directamente no computador, por isso mais vale esquecer…

  7. Boa. Parabéns por teres terminado o conto e boa sorte.
    Olinda, tu no NaNo não precisas de escrever no computador, podes escrever à mão, fazer uma estimativa de quantas palavras escreves por página e contabilizar assim. Nada te obriga a escrever directamente no PC.🙂

  8. Mas não há uma fase em que devemos descarregar o documento na plataforma do nano?

  9. Sim. Mas para que escreve à mão (e são muitos), o que eles dizem é para contabilizarem como te expliquei e depois de acordo com o número de palavras que tiverem escrito no mês, criarem um doc word qualquer e encherem-no com o mesmo número de palavras que escreveram à mão (copiando e colando da net, por exemplo). Como o contador do nano só conta as palavras e não conteúdo, pode ser mesmo qualquer coisa.
    É justo! Afinal quem escreve à mão tem tanto direito de participar ganhar como quem escreve no pc.

Comente / Comment

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s