Caneta, Papel e Lápis

Um blog sobre escrita criativa, de Ana C. Nunes (A blog about writing fiction, by Ana C. Nunes)

Sub-Tramas * Sub-Plots

6 comentários

Semanário 157

Numa semana em que tive de tirar mais tempo para ler e estudar, acabei por pouco conseguir gerir por forma a escrever. Assim continuo na corrida para o ScriptFrenzy (o final aí tão perto), com 59 páginas prontas do guião de “Lobo & Dragão“, mas ainda muito para escrever.

Mas o que eu fiz muito esta semana foi escrever. E dizem vocês: «Eh?!? Mas ainda agora disseste que não escreveste!»
Hehe! Deixem-me explicar. Eu não escrevi guião ou prosa, propriamente dita, mas escrevi várias páginas com a delineação da história (“Lobo & Dragão“) de forma a facilitar-me a tarefa quando chego ao computador e começo a teclar. Já tinha tudo mais ou menos delineado, mas desta vez fui mais ao pormenor, com várias cenas incluídas e maior atenção às inconsistências da trama e à sequência de acção.
Ainda só vou a meio da delineação e já sei que as 100 páginas nem aí vão chegar, mas pelo menos vou tentar escrever todas as cenas e depois, mesmo que não termine o guião já, sempre ficam as ideias apontadas e mais tarde conseguirei mais facilmente voltar à história se tudo já estiver planeado.

O que aconteceu enquanto escrevia isto, é que percebi que tenho personagens a mais, ou melhor dizendo, tenho sub-tramas a mais. Quis tornar o enredo tão rico que acabei por me espalhar demasiado e quando percebi isso fiquei sem saber muito bem o que fazer. Sacrificar as histórias secundárias e focar-me somente na trama central? Mas isso não tornará tudo muito linear? Sem graça?
Ou devo continuar com as sub-tramas de forma a tornar a história mais rica, correndo o risco de desviar a atenção do enredo central?
Tudo isto está em causa porque tenho muitas personagens. Principais são só duas: Unkei e Rie; depois tenho as secundárias-quase-principais: Eisen, Kaori, Katsunosuke, Fusae, Bunrakuken e Akiko; e por fim as secundárias que são cerca de trinta.
O que aconteceu foi que por sentir que estava a sufocar a trama central acabei por não dar tanto enfoque às personagens quase principais e com isso sinto que a história está a perder alguma vitalidade.

Já vos aconteceu algo semelhante? O que preferem: Livros com muitas personagens e muitas tramas, ou livros mais focados em 2-4 personagens e apenas com menções a outras?

Sei que poderei resolver algumas destas falhas numa posterior revisão, mas este foi um tema no qual pensei muito esta semana que passou.

Por fim fica a nota que no passado sábado (21 de Abril) teve lugar o 1º encontro do Clube de Leitura de Braga. Foi uma tarde bem passada, com um grupo pequeno mas participativo. Certamente valerá a pena repetir.
O livro escolhido para o próximo encontro (5 de Maio) foi “A Fenda” de Doris Lessing. Apareçam!

 

*English*

Weekly 157

In a week were I had to tae more time for reading and studying, I wound up not managing to write much. This way I’m still on the ScriptFrenzy race (the end is near), with 59 pages ready for the “Wolf & Dragon” script, and still loads to write.

But what I did a lot of this week was writing. And now you all go: «Huh? But you just said you hadn’t written!»
Hehe! Let me explain. I didn’t write prose or script, per say, but I wrote several pages od story planning (“Wolf & Dragon”) in a way that would simplify my job when I finally sat down at the computer to start writing. I already had the plot mildly planned, but this time I went further, into more detail, including several scenes and focusing on inconsistencies to the plot and the action sequence.
I’m still only halfway across with the planning and already I know that the 100 pages won’t even go that far in the story, so at least I want to write down all the scenes and the, even if I don’t finish the script now, the ideas will be written down and later on it will be easier for me to pick them up.

What happened while I was writing that was that I realized I have too many characters, or better saying, I have too many sub-plots. I wanted to enrich the story so much that I ended up spreading to far and when I realized this I had no idea what to do. Sacrifice the secondary stories and focuse solemnly on the main plot? But won’t that make everything too linear? With no interest?
Or should I keep the sub-plots that will enrich the story, taking the risk that it might divert attention from the main plot?
All of this is on the plate because I have too many characters: Two main characters: Unkei and Rie; then the secondary-but-almost-main: Eisen, Kaori, Katsunosuke, Fusae, Bunrakuken e Akiko; and finally the really secondary ones that should be close to thirty.
What happened was that I felt I was suffocating the main story and I ended up not giving as much time to non-main characters and I believe with that the story looses a bit.

Has anything similar ever happened to you? And what do you prefer: Books with lots of characters and plots, or books more focused on 2-4 characters and simple mentions of everyone else?

I know I can fix some these flaws in a later revision, but this is a theme in which I thought a lot this past week.

Lastly, I’d like to leave a note relating to last Saturday (April 21st) when the 1st meting for the Clube de Leitura de Braga (Braga’s Reading Club) took place. It was an afternoon well spent, with a small but participative group. Surely something to repeat.
and the book chosen for the next meeting (May 5th) was Doris Lessing’s “The Cleft”. All are invited to join us!

Autor: Ana C. Nunes

I love to write, read and draw. I write novels, draw characters and, sometimes, graphic novels or comics.

6 thoughts on “Sub-Tramas * Sub-Plots

  1. são mesmo muitas personagens, estás a trabalhar numa obra épica?🙂
    como leitor gosto tanto de histórias de uma só trama com uns protagonistas como histórias com várias tramas com lugar para todos. Acho giro que haja diferentes perspectivas sobre os protagonistas, mesmo que estes não aparecem.

    Só falta uma semana para acabar o scriptfrenzy, torço para que cumpres quanto te for possível e diverte-te muito!

  2. Eu uso quatro personagens principais e depois vou introduzindo outras. Foco sempre nessas 4 e as outras são uma espécie de apoio🙂 Eu é ao contrário nunca coloco muitas personagens porque já sei que não vou dar a mesma atenção a todas :<

  3. Épico? Nem de longe!
    Eu também gosto de diversidade. Às vezes é bom estar só na cabeça de uma personagem, enquanto outras histórias ganham pela multiplicidade de personagens.
    Depende da história.🙂

  4. Sempre 4?
    às vezes gostava de ser assim tão certinha, mas não sou. Algumas histórias pedem um só protagonistas, outras duas, e depois há aquelas que parecem querer ter as personagens a lutar por atenção. *sigh*
    E claro que tens razão: é impossível dar a mesma atenção a todas, pelos menos se queremos que evoluam.

  5. Bom dia, Ana!
    Adorei a reflexão se é melhor ter menos personagens e dedicar mais atenção a eles ou ter vários personagens e sub-tramas e deixar a história mais diversificada.
    Abraços

  6. Ben, obrigada pelo comentário. E tu preferes tramas com mais personagens?

Comente / Comment

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s