Caneta, Papel e Lápis

Um blog sobre escrita criativa, de Ana C. Nunes (A blog about writing fiction, by Ana C. Nunes)

Capas

6 comentários

Hoje venho falar-vos de algo que me aflige cada vez mais: As CAPAS!
Sim, leram bem. As capas dos livros, que para muitos são a porta de entrada e o chamamento, mais do que a sinopse, mais do que o(a) autor(a), mais do que as críticas, a capa é o que convida muita gente a ler um livro. Dizer o contrário seria  estupidez.
Pessoalmente,  não julgo um livro pela capa, mas recentemente senti-me quase que repelida por uma série de capas que metem medo ao susto (como se costuma dizer). Muitos destes livros até me despertam interesse, seja pela sinopse, pelo(a) autor(a) ou pelas críticas, mas com capas daquelas, eu fico com medo de comprar porquede cada vez que pegar no livro, a primeira coisa que vou ver é a capa.

Querem exemplos?

Aqui ficam algumas das capas mais repelentes que já vi:

Ok! Talvez estas sejam bem piores (e melhor que tudo, são todas da mesma autora e da mesma editora):

Sinceramente, qual é o departamento gráfico que deixa coisas destas sairem para o mercado? Por favor! É ridículo!

Outras capas que eu não gosto mesmo nada, são as das “Crónicas vampíricas”, mas ao menos estas aguentam-se, a custo:

A “Fúria” e o “Conflito” ainda se safam, mas as duas acima são de gosto duvidável (a primeira porque fica com um olho na lombada).

Outra das recentes modas que não me afasta, mas me deixa curiosamente de pé atrás, é a seguinte:

Olhos azuis *check*
Rapariga bonita *check*
Flores no rosto *check*
Letra redondinha e outra letra mais “normal” *check*

Desculpem lá este post que parece não ter nada a ver com nada, mas há coisas que têm de ser ditas, mesmo que outras pessoas discordem do meu ponto de vista. Fica a nota que este post não fala da qualidade das obras exibidas, muito pelo contrário, estou a querer dizer que a capa pode muito bem degradar a imagem que se tem de uma leitura.
Se chegar a publicar um livro (e hei-de, um dia), vou ter de “pedir” que me deixem (aparentemente a maioria dos autores não tem voto em matéria de capas, pelo que dizem), pelo menos, dar uma opinião sobre a capa. É que seria um desgosto ter o meu livrinho com uma capa de levar as lágrimas aos olhos. Não acham?

Autor: Ana C. Nunes

I love to write, read and draw. I write novels, draw characters and, sometimes, graphic novels or comics.

6 thoughts on “Capas

  1. A sério, isso também me incomoda imenso… para que conste, acho que nas piores capaz de sempre, temos de incluir essa d’ O Legado de Hastur, que já indicaste, a da Cidade dos Ossos, cujo brilho holográfico me incomoda até dizer chega, qualquer capa em que o desenho continue para a lombada, qualquer capa que tenha duas imagens uma em cima da outra com um desvanecer e o título entre elas.

    As melhores capas que já vi pertenciam, infelizmente, à trilogia do Crepúsculo, e felizmente, à trilogia Millenium (Os Homens Que Odeiam As Mulheres) na versão portuguesa, com as fotos da miúda de cabelo preto.

    E é basicamente isso.😀
    Mas hei-de voltar a este tema com mais tempo, que agora tenho de estudar para repetir o meu exame de Criminologia.

    xx

  2. Por acaso também gostei muito das capas do “Crepúsculo” (ao menos as capas safam-se XD). Já a da “Cidade dos ossos”, não me incomoda por aí adiante, mas podiam ter poupado nos brilhos.
    Quanto às Millenium, gostei imenso da capa da 1ª edição do 1º livro. Eu bem queria ter comprado essa edição, mas veio a outra, que também não é má, mas não é tão boa como a primeira.

  3. Dessas todas o meu top de piores é:

    3º lugar – Contos de Vampiros – QUE NOJO
    2º lugar – O Legado de Hastur – o departamento gráfico devia ir fazer outra coisa, tipo apanhar milho
    1º lugar – A Cruz de Santo André – Bolas, eu é que não carrego a “cruz” de andar com essa aberração nas mãos.

    A mais aceitável é aquela da herdeira. Aquela das raparigas dos olhos azuis acho pirosérrimas.

  4. Por isso é que digo que afastam os leitores.
    Já agora, o “Trevas Satânicas” está na lista, não pela imagem, que até é bem bonita, mas pelo horrível trabalho de photoshop. Nem se quer se deram a trabalho nenhum. Pegaram numa imagem de uma floresta, recortaram a da estátua, com o que a rodeava e tudo, e colaram uma em cima da outra. Está de um profissionalismo altamente questionável.

  5. A primeira da MZB é mesmo horrorosa. De facto, algumas são mesmo muito feias, não sei como é que esperam vender com capas dessas… mas enfim.

  6. Concordo plenamente ctg… o pior de todos é mesmo de “O legado de Hastur”. Parece akele jogo Age of empire 2. Qual é a logica de uma capa k parece tirada de um jogo?
    E “contos de vampiros”, bem akilo parece um livro sobre o direito das mulheres num pais islâmico…

Comente / Comment

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s