Caneta, Papel e Lápis

Um blog sobre escrita criativa, de Ana C. Nunes (A blog about writing fiction, by Ana C. Nunes)


2 comentários

Capa para a Edição de 5 anos de Angel Gabriel – Pacto de Sangue

Nos últimos dias tenho estado atarefada com os últimos preparativos para o lançamento da edição de 5 anos do “Angel Gabriel – Pacto de Sangue“. Ao desenvolver a capa deparei-me com um dilema em decidir qual o melhor esquema de cores, por isso abri uma votação nas redes socias.
A disputa foi renhida! Mas juntando os votos do facebook, twitter e google+, esta foi a capa escolhida para a edição dos 5 anos do romance:
Cover_5th_color
Gosto do facto de manter uma semelhança com o esquema de cores e a dinâmica da 1ª edição (em ebook). E vocês? Gostam ou acham que não chama a atenção?
O lançamento está para breve!
O que falta são questões logísticas. Tenho de aguardar a aprovação da Createspace (a print-on-demand da Amazon, que vou usar para publicar) e a chegada da minha cópia, para ver se a formatação ficou bem. Depois disso o livro será posto à venda, bem como a nova versão em ebook.
Brevemenete comunico-vos a data de lançamento e também vos explicarei todas as alterações que esta nova edição trará. E para quem comprou a edição anterior eu também teeri surpresas. Aguardem!
Entretanto já podem adicionar o livro às vossas listas no Goodreads. 🙂
Anúncios


Deixe um comentário

O que 2018 trouxe

Este ano começou bem!
Como vos tinha falado comecei por esforçar-me por ir contra a inércia literária que tem tomado conta da minha vida nos últimos dois a três anos.
Logo no início de Janeiro, por nostalgia, comecei a reler o romance “Alma” que escrevi durante o NaNoWriMo de 2010. Está muito mau! Como temia vou ter de o reescrever quase de uma ponta à outra. Mas, mesmo assim, adorei começar a lê-lo porque me permitiu revisitar personagens que adoro e cenários que ainda me inspiram.
No entanto não cheguei a ler “Alma” até ao fim porque entretanto comecei a dedicar-me a outro projecto. E se não vos contei nada até agora foi por não querer dar a esperanças de lançar algo e depois acabar por não cumprir, como já aconteceu em ocasiões anteriores.
Não é nada novo. Lamento! Ainda não estou com a “Heroína 3” pronta para ser lançada. Na verdade dei-me conta que faz este ano cinco anos que lancei “Angel Gabriel -Pacto de Sangue”, o primeiro romance que publiquei em ebook (e único, até agora), e lembrei-me que já desde o início que queria publicá-lo em formato físico. Mas publicar assim como estava? Fora de questão? Por isso estou a rever todo o romance para o lançamento de uma edição especial de 5º aniversário, com capítulos extra, uma revisão profissional do texto, e muita garra!
Espero poder lançar a nova edição no dia 10 de Abril de 2018, no exacto dia do 5º aniversário, mas se não for nessa data será logo a seguir. Está tudo encaminhado!

E para quem comprou a primeira edição reservo também surpresas, que depois desvendarei a devido tempo.
Sei que não são as novidades que esperavam mas foi a forma que encontrei de voltar a envolver-me na escrita, na edição e na publicação. Tenho trabalhado todos os dias nesta revisão e nos novos capítulos. E estou a adorar!
Por isso espero que esta determinação continue bem depois de eu fazer o relançamento desta nova edição, e que passe para outros projectos que esperam e desesperam pela minha atenção.

Trarei mais novidades em breve. Está prometido!

Angel_sepia


Deixe um comentário

Dia Internacional da Língua Materna

Hoje, dia 21 de Fevereiro, comemora-se o Dia Internacional da Língua Materna e eu não podia deixar passar a data em branco.
A Língua Portuguesa é de uma riqueza extraordinário e de uma complexidade tal que se torna, muitas vezes, difícil compreendê-la na totalidade.
Eu sou escritora e adoro escrever em português mas sei que conheço apenas uma ínfima parte desta bela língua. Tanto que, a cada passo, dou umas boas calinadas. Seria, por isso, pretensiosismo da minha parte pensar que sou boa nesta arte de falar, escrever e conhecer a língua portuguesa.
No entanto uma coisa é certa: amo-a e respeito-a.
Dá-me dores de cabeça e maldigo-a de vez em quando, mas adoro-a.

Em matéria de acordos ortográficos, gosto dos pilares que levaram a ele mas não gosto
muito do seu resultado. Poderia tornar-se numa ótima ferramenta, apenas se usada
por todos. Se apenas uns o fazem fica tudo em águas de bacalhau. Eu ainda escrevo
“espectador” porque não quero espetar ninguém, ó senhor “espetador”. Mas, mais uma vez, respeito o convencionado e percebo que estas pequenas alterações poderão ajudar-nos e aproximar-nos um pouco mais dos outros países onde a língua portuguesa é a Língua Materna.
Por isso perdoem-me a gramática menos que excepcional, o sumiço de uma ou outra letra e as omissões ou adições desnecessárias. Vivendo e aprendendo! Tenho muito que descobrir ainda, desta nossa belíssima Língua Materna.

Questão: E que pensam vocês da nossa língua portuguesa e do acordo ortográfico?


Deixe um comentário

Divulgação: 1ª Edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Especulativa

Está quase a terminar o prazo para a submissão de contos à 1ª Edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Especulativa.

«Imaginauta, o SciFiLx e a Editorial Divergência uniram forças para criar a 1ª edição do Concurso Nacional de Contos de Ficção Científica que visa premiar o melhor conto original deste género entregue para concurso.»

Até 28 de Fevereiro podem submeter os vossos contos. Aproveitem a oportunidade! Vejam o regulamento AQUIAQUI.


Deixe um comentário

Concurso de Poesia “Falar de Água com Amor”

Para quem não sabe, eu trabalho na Águas de Barcelos e através daí fui recentemente convidada pela minha empresa para fazer parte do jurí de selecção do Concurso de Poesia do Dia de São Valentim: “Falar de Água com Amor”.

Há muito que não escrevo poesia e nem vou apregoar-me grande conhecedora desta arte literária, até porque todos sabem que eu escrevo prosa em romance e conto. O que não me impede de ter ficado imensamente contente e humilde com este convite.

Em que consiste? Pois bem a Águas de Barcelos lançou o desafio às escolas do concelho de Barcelos, para que os seus alunos, do 3º e 4º ano lectivo da escola básica, escrevessem um poema inserido no tema “Falar de Água com Amor”, aproveitando comemorações do Dia de São Valentim.
O regulamento está disponível no site da Águas de Barcelos e todas as submissões deverão integrar as palavras “água” e “Barcelos”

Os primeiros dois vencedores receberão prémios e a escola do 1º vencedor receberá também algo.

Até 15 de Fevereiro contamos receber muitos poemas lindos das crianças do nosso belíssimo concelho.

Sei que vou adorar a experiência.

A acompanhar-me estará o Dr. Víctor Pinho, chefe do Unidade Municipal do Gabinete de Bibliotecas de Barcelos, e Bernardete Costa, poetisa e autora de vários livros infantis. Como vêem vou ser a novata do círculo do júri. 🙂

Quando terminar toda esta aventura conto-vos como foi.

EPSON MFP image


Deixe um comentário

2017 despediu-se e 2018 foi contratado para o substituir

Não vale a pena debater a secura literária que foi 2017. O resultado está no blog. Ou melhor dizendo,  a ausência de resultados.

Mas não posso faltar com a tradição e, como já vem sendo habitual, há que escolher uma palavra para definir o meu 2017, e que este ano é:

Alienação

Que, segundo a infopedia significa:
1.ação ou efeito de alienar(-se)

2.DIREITO transmissão do direito de propriedade sobre um bem

3.FILOSOFIA estado daquele que não é senhor de si, que é tratado como uma coisa e se torna escravo das atividades e instituições humanas, de ordem económica, social ou ideológica

2017 foi um ano em que me senti afastada de quase tudo, especialmente ds coisas que sempre me deram mais prazer (neste campo das criatividades), como a escrita, a ilustração e até mesmo a leitura. Mais ainda do que em 2016, que já tinha sido um ano péssimo.

Mais uma vez não foi o meu gosto pelas artes que diminuiu, mas antes as circunstâncias da vida. Na realidade não vos consigo explicar o porquê de tudo isto mas a verdade é que quero que as coisas sejam diferentes. Quero voltar a publicar romances, contos e BD.

Ainda esta semana estive a ler parte de um conto que escrevi há uns anos e só tive vontade de ir logo ler o meu romance”Alma“.

A paixão continua viva. A vontade existe.

Falta algo! E eu estou a esforçar-me por perceber ao certo o que é para que quando o  descobrir  poder começar a combatê-lo.

E é isto que quero para 2018, mais que qualquer outra coisa. Fora isso espero publicar mais histórias para vocês.


Deixe um comentário

Directório de editoras portuguesas

Finalmente está disponivel um directório de editoras nacionais, que pode se consultado aqui: https://escritores.online/editoras/

Isto aconteceu graças ao esforço de, e passo a citar:

A plataforma escritores.online, coordenada pelo CLEPUL – Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e apoiada institucionalmente por diversas entidades nacionais, acaba de lançar um directório de editoras, o qual conta já com mais de 160 chancelas portuguesas.

Esta pode ser uma valiosa ferramenta para os escritores que em vez de pesquisarem as editoras uma a uma podem agora encontrar informações sobre elas num só local.